Como reduzir o consumo de combustíveis fósseis e impedir o desastre ambiental?

Claudio Macedo
11/02/2016

Energia eólica. Crédito: Jürgen from Sandesneben (Flickr) / Wikimedia Commons.
Energia eólica. [1]
Economistas norte-americanos realizaram um estudo sobre a questão do uso de combustíveis fósseis e a desejável substituição por fontes alternativas de energia limpa.

O trabalho [2] mostrou que o consumo mundial de combustíveis fósseis aumentou 7,5% em petróleo, 24% em carvão, e 20% em gás natural no período de 2005 a 2014. Enquanto isso, as reservas mundiais de petróleo e gás natural, suficientes para o consumo global durante 50 anos, têm permanecido constantes nos últimos 30 anos e as reservas de carvão permitem mais 100 anos de consumo. Os valores constantes de reservas de petróleo e gás natural significam que são descobertas novas reservas, a cada ano, num ritmo mais ou menos igual ao do aumento de consumo.

Em outro olhar, a oferta de combustíveis fósseis aumentou consistentemente ao longo do tempo e esses tipos de combustíveis têm mantido vantagem relativa de preço sobre as fontes alternativas de energia limpa (solar, eólica, nuclear, etc.) [2].

Aproximadamente 65% das emissões globais de gases de efeito estufa são gerados pela queima de combustíveis fósseis. Dessas emissões, o carvão é responsável por 45%, o petróleo por 35%, e gás natural por 20%. Para reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) de forma a mitigar a possibilidade de mudança perturbadora do clima, parece haver apenas duas opções possíveis. Uma é encontrar maneiras de capturar o CO2 do ar (através da expansão das florestas, por exemplo). A outra é reduzir o consumo de combustíveis fósseis de forma drástica [2].

Observa-se que pouco esforço prático tem sido feito pelos países para enfrentar o problema. Há uma crença que se irá reduzir significativamente o uso de combustíveis fósseis como consequência de diminuição da oferta desses combustíveis a baixo custo ou porque avanços tecnológicos vão levar à descoberta de tecnologias de produção de energia limpa mais baratas levando à substituição dos fósseis.

O fato observado nos últimos anos é que não está ocorrendo diminuição de oferta de combustíveis fósseis a baixo custo, nem os avanços na produção de energia limpa têm levado à substituição dos combustíveis fósseis de forma notável. Assim, a perspectiva é assustadora!

[1] Crédito da imagem: Jürgen from Sandesneben (Flickr) / Wikimedia Commons (CC BY 2.0). URL: https://en.wikipedia.org/wiki/Renewable_energy#/media/File:Alternative_Energies.jpg.

[2] T Covert et al. Will We Ever Stop Using Fossil Fuels? Journal of Economic Perspectives 30, 117 (2016).

[3] Artigos relacionados: Impacto do aquecimento global na produção de energia elétrica, Imitando a fotossíntese para produzir combustível não poluente, Como a temperatura afeta a economia?, Vamos poder limpar a atmosfera? e Derretimento do gelo antártico

Como citar este artigo: Claudio Macedo. Como reduzir o consumo de combustíveis fósseis e impedir o desastre ambiental? Saense. URL: http://www.saense.com.br/2016/02/como-reduzir-o-consumo-de-combustiveis-fosseis-e-impedir-o-desastre-ambiental/. Publicado em 11 de fevereiro (2016).

Artigos de Claudio Macedo     Home

Publicado por

Claudio Macedo

Claudio Macedo

Doutor em Física. Divulgador de Ciência. Professor da Universidade Federal de Sergipe (1976-2016). Escreve sobre Temas Variados da Ciência no Saense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.