Será o fim do gelo do oceano Ártico?

Claudio Macedo
08/11/2016

Gelo do oceano Ártico. [1]
Gelo do oceano Ártico. [1]
Pesquisadores da Europa e dos EUA encontraram uma relação linear entre a área média de cobertura de gelo do oceano Ártico nos meses de setembro de cada ano e as emissões acumuladas de dióxido de carbono (CO2). A relação linear observada indica ocorrer uma perda de cerca de 3 m2 de área de gelo do oceano Ártico em setembro de cada ano por tonelada de emissão de CO2 [2]. Assim, seguindo essa relação, o gelo do Ártico deverá sumir com a emissão de mais 1.000 Gt [3] de CO2. Como as emissões atuais são de 35 Gt de CO2 por ano, o fim do gelo de verão da região do Polo Norte ocorrerá em cerca de 30 anos, isto é, no verão de 2045 [3].

No estudo, os pesquisadores consideraram as emissões anuais de CO2 e compararam esses números com observações históricas da cobertura do gelo do oceano Ártico durante o mês de setembro, quando o gelo do mar está em seu nível mais baixo, entre os anos de 1968 a 2000.

A contínua perda do gelo marinho do Ártico tem consequências de longo alcance para o clima, a ecologia e as atividades humanas. Estes incluem o aquecimento ampliado do Ártico, a alteração do habitat da flora e da fauna, com possível extinção de espécies que dependem do gelo, como o urso polar, e a alteração das atividades humanas na região abrangida pelo Círculo Polar Ártico.

Os resultados da pesquisa, por outro lado, também implicam que qualquer medida tomada para mitigar as emissões de CO2 irá diminuir diretamente a perda de gelo do mar do verão do Ártico. Em especial, caso as emissões totais de CO2 futuras sejam compatíveis com o objetivo de limitar o aquecimento global a 1,5 °C, ou seja, se as emissões futuras forem significativamente inferiores a 35 Gt de CO2 por ano, o gelo marinho do verão do Ártico tem chance de sobrevivência. [4]

[1] Crédito da imagem: NASA/Goddard Space Flight Center Scientific Visualization Studio (Flickr) / Creative Commons (CC BY 2.0). URL: https://www.flickr.com/photos/gsfc/6941907057.

[2] D Notz and J Stroeve. Observed Arctic sea-ice loss directly follows anthropogenic CO2 emission. Science 10.1126/science.aag2345 (2016).

[3] 1 Gt = 1 gigatonelada = 1 bilhão de toneladas = 109 toneladas.

[4] Artigos relacionados: Como reduzir o consumo de combustíveis fósseis e impedir o desastre ambiental?Derretimento do gelo antártico.

Como citar este artigo: Claudio Macedo. Será o fim do gelo do oceano Ártico? Saense. URL: http://www.saense.com.br/2016/11/sera-o-fim-do-gelo-do-oceano-artico/. Publicado em 08 de novembro (2016).

Artigos de Claudio Macedo     Home

Publicado por

Claudio Macedo

Claudio Macedo

Doutor em Física. Divulgador de Ciência. Professor da Universidade Federal de Sergipe (1976-2016). Escreve sobre Temas Variados da Ciência no Saense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.