O impressionante crescimento das taças de vinho

Claudio Macedo
09/01/2018

[1]
Pesquisadores da Universidade Cambridge descobriram que a capacidade média das taças de vinho na Inglaterra aumentou cerca de sete vezes em 300 anos, enquanto o consumo de vinho no país subiu quase quatro vezes entre 1960 e 1980, quase duplicando novamente durante o período 1980-2004 [2].

Os autores da pesquisa obtiveram as medidas de capacidade de 411 taças utilizadas na Inglaterra entre 1700 (quando começou a ser vendidas taças com o formato atual; e tinham uma capacidade média de 66 ml) e 2017 (quando passaram a ser vendidas com uma capacidade média de 449 ml), através de investigações em catálogos de fabricante, de loja de departamentos, de site de leilões, do palácio real inglês e em museu (ver figura abaixo).

A capacidade das taças aumentou mais fortemente nas últimas duas décadas, juntamente com a intensificação do consumo de vinho [2].
É conhecido por todos que os utensílios de mesa maiores aumentam o consumo de alimentos; o tamanho dos pratos aumentou nos últimos 100 anos, provavelmente contribuindo para a prevalência de obesidade e sobrepeso. Assim, é possível inferir, a partir dessa pesquisa, que ao longo do tempo o tamanho das taças, tenha contribuído para o aumento do consumo de vinho (além, é claro, de outros fatores como desenho das taças, preços mais baixos, maior disponibilidade de comercialização e publicidade valorizando o vinho).

Em um experimento, os autores examinaram o impacto do tamanho das taças de vinho nas vendas em um bar; eles descobriram que ao servir a mesma quantidade de vinho (175 ml) em taças de vinho maiores, aumentaram as vendas em quase 10% quando comparados com taças menores.

Pode-se imaginar que ao terem constatado que as vendas de vinho aumentam quando é vendido em taças maiores, os fornecedores tenham tido um incentivo importante para promover o uso dessas taças. Afinal, uma taça maior aumenta a quantidade de bebida vertida e, por sua vez, a quantidade consumida. Isso pode refletir um “viés unitário”, na qual as pessoas tendem a consumir em unidades (por exemplo: uma xícara de café, uma fatia de bolo ou uma taça de vinho). Além disso, podemos imaginar que taças de vinho maiores também podem aumentar o prazer de beber vinho, que pode, por sua vez, aumentar o desejo de beber mais [2].

Embora esta associação entre aumento de consumo de vinho e tamanho da taça não seja causal, é possível sugerir que ao se reduzir o tamanho das taças de vinho em nossas casas poderíamos reduzir o consumo.

[1] Crédito da imagem: MasterTux (Pixabay) / Creative Commons CC0. https://pixabay.com/en/wine-wine-glass-3d-blender-619452/.

[2] Z Zupan et al. Wine glass size in England from 1700 to 2017: A measure of our time. BMJ 10.1136/bmj.j5623 (2017).

Como citar este artigo: Claudio Macedo. O impressionante crescimento das taças de vinho. Saense. http://www.saense.com.br/2018/01/o-impressionante-crescimento-das-tacas-de-vinho/. Publicado em 09 de janeiro (2018).

Artigos de Claudio Macedo     Home

Publicado por

Claudio Macedo

Claudio Macedo

Doutor em Física. Divulgador de Ciência. Professor da Universidade Federal de Sergipe (1976-2016).
Escreve sobre Temas Variados da Ciência no Saense.

One thought on “O impressionante crescimento das taças de vinho”

  1. O engraçado é que eu passei um bom tempo da minha vida achando que taças eram muito mais objetos decorativos do que um utensilio para beber uma bebida especifica. O copo para qualquer bebida era o copo de café (também chamado de americano). Para mim essa possível proporcionalidade entre o volume da taça de vinho e o consumo de vinho me soa como uma grande conspiração de alguma sociedade secreta behaviorista. Enfim pequenas ou grandes é bom fazer logo a escolha porque a quaresma já está se aproximando.

    Felicitações pelo trabalho!

    att Willians Corrreia

    ‘Quem acha vinho do frei ruim é porque ainda não o degustou numa taça de 449 ml’ (Autor desconhecido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *