Cana-de-açúcar pode melhorar situação social e ambiental da América Latina e do Caribe

Portal de Periódicos da CAPES
18/04/2018

Cana-de-açúcar. [1]
A dependência externa da América Latina e do Caribe de combustíveis fósseis e a busca por energia renovável são fatores que levam à necessidade de uma estratégia que ofereça um suprimento doméstico de energia mais limpo e confiável. Nesse sentido, um estudo recente publicado pela revista científica Renewable Energy explora o potencial de diferentes abordagens de produção de energia moderna a partir da cana-de-açúcar, além das implicações para os aspectos ambientais. O artigo está disponível em texto completo para usuários do Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

A pesquisa Sugarcane can afford a cleaner energy profile in Latin America & Caribbean [2] indica que as importações de gasolina e diesel respondem por mais da metade do consumo nacional na maioria dos países da América Latina e do Caribe, sendo que algumas nações, como Guatemala, Honduras, Panamá e Paraguai, dependem inteiramente do suprimento externo. Além disso, o consumo de combustível líquido na América do Sul e Central deverá aumentar cerca de 35% até 2035. O acesso à eletricidade também é um problema para mais de 20 milhões de pessoas na América Latina.

“A comprovação de que é possível expandir a produção de bioenergia (etanol + bioeletricidade) de cana nessas regiões, sem competir com a produção de alimentos e gerando empregos, é o principal ganho que a investigação proporciona. Chegamos à conclusão de que, contrariamente ao que muitos pensam, é possível aumentar a segurança energética e alimentar as regiões com a produção sustentável de biocombustíveis de cana”, pontua Luis Augusto Barbosa Cortez, cientista responsável pelo trabalho e usuário do Portal de Periódicos da CAPES.

A partir da cana-de-açúcar é possível produzir etanol combustível para uso veicular e bioeletricidade, principalmente. É possível também produzir etanol para a cocção de alimentos. “O uso de lenha para o preparo de alimentos ainda é um método muito utilizado. Fogões a lenha são ineficientes e produzem muita fumaça nos ambientes internos, causando problemas à saúde. Essa prática tem uma série de desvantagens ambientais e sociais”, explica o pesquisador.

Segundo ele, outras formas de energia tradicional são a gasolina e o diesel usados nos automóveis. “O uso de etanol ajudaria não só no aspecto ambiental, mas também no que diz respeito à substituição de combustíveis importados. O impacto global seria importante, dado que as emissões da combustão do etanol de cana são bem inferiores ao da queima de combustíveis tradicionais. No Brasil, essa redução é da ordem de 60-80%”, registra Cortez. O especialista pontua outro benefício do processo: “a geração de empregos locais, dado que o etanol é produzido localmente e os combustíveis fósseis, em geral, são importados”.

“O Brasil já foi amplamente estudado. Fizemos uma análise onde mapeamos várias áreas para a produção de cana, sobretudo nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Nordeste. Deixamos a Amazônia fora desse trabalho, pois no zoneamento agroambiental feito pelo Governo Federal a área era considerada protegida. As duas regiões que ainda dispõe de terras para o avanço da agricultura são a América Latina e a África”, completa o cientista. Promover as mudanças necessárias requer investimentos para implantação de canaviais e usinas, além de infraestrutura para transporte e capacitação de mão de obra.

Em conjunto com Cortez, outros cientistas assinam o artigo científico: Simone Pereira Souza, Luiz Augusto Horta Nogueira e Johan Martinez. Todos do grupo são usuários ativos da biblioteca virtual da CAPES. “O Portal é uma ferramenta fundamental para pesquisadores e para a ciência brasileira. O acesso a variados periódicos sem dúvida é o principal estímulo”, finaliza Cortez.

O acesso à revista científica Renewable Energy deve ser feito por meio do link buscar periódico. O ISSN do título é 0960-1481. Disponibilizado pela editora Elsevier, a publicação busca promover e disseminar o conhecimento sobre os diversos temas e tecnologias dos sistemas e componentes de energia renovável, abrangendo pesquisas em áreas como conversão de biomassa, conversão de tecnologia fotovoltaica, aplicações térmicas solares, tecnologia de energia eólica, arquitetura solar e de baixa energia, questões socioeconômicas e políticas, entre outras. O periódico compõe a coleção Science Direct, com cerca de 1800 títulos em texto completo e em todas as áreas do conhecimento, com foco em ciências, tecnologia e medicina. [3]

[1] Crédito da imagem: Petra Bensted Seguir (Flickr) / Creative Commons (CC BY 2.0). https://www.flickr.com/photos/chillmimi/14270510678.

[2] SP Souza et al. Sugarcane can afford a cleaner energy profile in Latin America & Caribbean. Renewable Energy 10.1016/j.renene.2018.01.024 (2018).

[3] Esta notícia científica foi escrita por Alice Oliveira dos Santos.

Como citar esta notícia científica: Portal de Periódicos da CAPES. Cana-de-açúcar pode melhorar situação social e ambiental da América Latina e do Caribe. Texto de Alice Oliveira dos Santos. Saense. http://www.saense.com.br/2018/04/cana-de-acucar-pode-melhorar-situacao-social-e-ambiental-da-america-latina-e-do-caribe/. Publicado em 18 de abril (2018).

Notícias científicas do Portal de Periódicos da CAPES Home

Publicado por

Portal de Periódicos da CAPES

O Portal de Periódicos, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), é uma biblioteca virtual que reúne e disponibiliza a instituições de ensino e pesquisa no Brasil o melhor da produção científica internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.