ALMA revela teia interna em maternidade estelar

ESO
09/03/2018

Novos dados obtidos com o ALMA e outros telescópios foram utilizados para criar esta imagem de uma teia de filamentos na Nebulosa de Orion.

Esta imagem incomum mostra parte da famosa Nebulosa de Orion, uma região de formação estelar situada a cerca de 1350 anos-luz de distância da Terra. Este Continuar lendo ALMA revela teia interna em maternidade estelar

Um sistema múltiplo observado no momento de sua formação

Marcelo M. Guimarães
30/10/2016

Imagem do sistema L1448 IRS3B feita com o ALMA mostrando duas protoestrelas no centro e uma terceira protoestrela mais distante à esquerda. A estrutura espiral de gás e poeira, também visível na imagem, indica instabilidade gravitacional no disco. [1]
Imagem do sistema L1448 IRS3B feita com o ALMA mostrando duas protoestrelas no centro e uma terceira protoestrela mais distante à esquerda. A estrutura espiral de gás e poeira, também visível na imagem, indica instabilidade gravitacional no disco. [1]
Ao se fazer a estatística de multiplicidade estelar percebe-se que a maioria das estrelas possuem uma Continuar lendo Um sistema múltiplo observado no momento de sua formação

O quê alimenta os Buracos Negros Supermassivos?

Marcelo M. Guimaraes
12/06/2016

Impressão artística do coração de Abell 2596 BGC, onde nuvens frias gigantes se precipitam em direção a um buraco negro supermassivo. Essa impressão artística também mostra o jato bipolar e o disco de acreção em torno do buraco negro. [1]
Impressão artística do coração de Abell 2596 BGC, onde nuvens frias gigantes se precipitam em direção a um buraco negro supermassivo. Essa impressão artística também mostra o jato bipolar e o disco de acreção em torno do buraco negro. [1]
O buraco negro supermassivo que habita o centro de cada galáxia (espiral ou elíptica) cresce continuamente à medida que Continuar lendo O quê alimenta os Buracos Negros Supermassivos?

Onde os planetas nascem

Marcelo M. Guimaraes
10/04/2016

Imagem produzida pelo ALMA do disco protoplanetário ao redor da estrela jovem, análoga ao Sol, TW Hydrae. O quadro em destaque dentro da imagem mostra uma “falha” no disco localizada a 1UA, mesma distância da Terra ao Sol, onde provavelmente um exoplaneta está se formando. Outras falhas são visíveis na image a distância maiores da estrela. [1]
Imagem produzida pelo ALMA do disco protoplanetário ao redor da estrela jovem, análoga ao Sol, TW Hydrae. O quadro em destaque dentro da imagem mostra uma “falha” no disco localizada a 1UA, mesma distância da Terra ao Sol, onde provavelmente um exoplaneta está se formando. Outras falhas são visíveis na image a distância maiores da estrela. [1]
Localizado a 5.000 metros de altitude, no norte do deserto do Atacama no Chile, em um dos locais mais secos da Terra, o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA) [2] observa o Universo em ondas de rádio. Continuar lendo Onde os planetas nascem