Hubble observa a atmosfera de exoplaneta com detalhes inéditos

ESA
09/04/2018

[1]
Uma equipe internacional de cientistas usou o Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA para estudar a atmosfera do exoplaneta quente WASP-39b. Ao Continuar lendo Hubble observa a atmosfera de exoplaneta com detalhes inéditos

Estrela morta rodeada de luz

ESO
06/04/2018

Uma paisagem rica em estrelas e nuvens de gás brilhantes numa das nossas galáxias vizinhas mais próximas, a Pequena Nuvem de Magalhães. [1]
Novas imagens criadas a partir de dados obtidos por telescópios terrestres e Continuar lendo Estrela morta rodeada de luz

O Hubble fornece uma primeira caracterização das atmosferas de planetas potencialmente habitáveis orbitando TRAPPIST-1

ESA
05/04/2018

Sistema planetário TRAPPIST-1. [1]
Sete planetas de tamanho terrestre orbitam a estrela anã ultrafria TRAPPIST-1, a 40 anos-luz de distância da Continuar lendo O Hubble fornece uma primeira caracterização das atmosferas de planetas potencialmente habitáveis orbitando TRAPPIST-1

Primeira luz do instrumento MATISSE montado no Interferômetro do Very Large Telescope do ESO

ESO
14/03/2018

O MATISSE é o instrumento interferométrico mais poderoso do mundo a operar no infravermelho médio.

MATISSE (Multi AperTure mid-Infrared SpectroScopic Experiment) observa radiação infravermelha — luz nos Continuar lendo Primeira luz do instrumento MATISSE montado no Interferômetro do Very Large Telescope do ESO

O VLT do ESO trabalha pela primeira vez como um único telescópio enorme

ESO
12/03/2018

O instrumento ESPRESSO montado no Very Large Telescope do ESO no Chile usou pela primeira vez a luz coletada pelos quatro Telescópios Principais de 8,2 metros. Ao combinar deste modo a luz coletada por estes telescópios, o VLT torna-se o maior telescópio óptico do mundo, em termos de área coletora.

Um dos objetivos do design original do Very Large Telescope do ESO (VLT) era que os seus quatro Telescópios Principais trabalhassem em conjunto para formar Continuar lendo O VLT do ESO trabalha pela primeira vez como um único telescópio enorme

ALMA revela teia interna em maternidade estelar

ESO
09/03/2018

Novos dados obtidos com o ALMA e outros telescópios foram utilizados para criar esta imagem de uma teia de filamentos na Nebulosa de Orion.

Esta imagem incomum mostra parte da famosa Nebulosa de Orion, uma região de formação estelar situada a cerca de 1350 anos-luz de distância da Terra. Este Continuar lendo ALMA revela teia interna em maternidade estelar

Planetas TRAPPIST-1 são provavelmente ricos em água

ESO
08/03/2018

Esta concepção artística mostra vários dos planetas que orbitam a estrela anã ultra fria TRAPPIST-1. Novas observações, combinadas com análise muito sofisticada, deram boas estimativas das densidades dos sete planetas do tamanho da Terra, sugerindo que estes objetos são ricos em materiais voláteis, provavelmente água. [1]
Os planetas que se encontram em órbita da tênue estrela vermelha TRAPPIST-1, situada a apenas 40 anos-luz de distância da Terra, foram inicialmente Continuar lendo Planetas TRAPPIST-1 são provavelmente ricos em água

Glória na escuridão

ESO
07/03/2018

Nesta imagem de grande angular vemos uma nuvem escura de poeira cósmica, iluminada pela luz brilhante de estrelas jovens. Esta nuvem densa é na realidade uma região de formação estelar chamada Lupus 3, onde estrelas extremamente quentes nascem a partir de massas de gás e poeira que estão colapsando. Esta imagem foi criada a partir de dados obtidos com o Telescópio de Rastreio do VLT e com o telescópio MPG/ESO de 2,2 metros, tratando-se da imagem mais detalhada desta região obtida até hoje.

A região de formação estelar Lupus 3 situa-se na constelação do Escorpião, a apenas 600 anos-luz de distância da Terra. Faz parte de um complexo maior Continuar lendo Glória na escuridão