A importância do campo magnético terrestre para o surgimento da vida na Terra

Marcelo M. Guimaraes
27/03/2016

Conceito artístico mostrando a jovem estrela Kappa Ceti, com manchas estelares causadas pelo intenso campo magnético. Os resultados indicam um vento estelar 50 vezes mais intenso do que o do Sol. Na imagem também vemos um planeta do tipo da Terra, que precisaria ter um campo magnético para manter sua atmosfera e ser habitável. Os tamanhos da estrela e do planeta não estão em escala. [1]
Conceito artístico mostrando a jovem estrela Kappa Ceti, com manchas estelares causadas pelo intenso campo magnético. Os resultados indicam um vento estelar 50 vezes mais intenso do que o do Sol. Na imagem também vemos um planeta do tipo da Terra, que precisaria ter um campo magnético para manter sua atmosfera e ser habitável. Os tamanhos da estrela e do planeta não estão em escala. [1]
Estrelas jovens, em geral, apresentam atividade magnética e taxas de ejeção de massa (através de ventos) maiores que estrelas na sequência principal como o Sol [2]. Uma pergunta importante a se fazer é: como a atividade do jovem Sol Continuar lendo A importância do campo magnético terrestre para o surgimento da vida na Terra

Discos de poeira ao redor de estrelas velhas

Marcelo M. Guimaraes
13/03/2016

Imagem reconstruída do disco de poeira ao redor de uma estrela evoluída obtida com o VLTI. A estrela central brilhante foi removida e o fundo mostra a região ao redor da estrela, na constelação da Vela. [1]
Imagem reconstruída do disco de poeira ao redor de uma estrela evoluída obtida com o VLTI. A estrela central brilhante foi removida e o fundo mostra a região ao redor da estrela, na constelação da Vela. [1]
Durante as fases finais de evolução das estrelas, e dependendo da sua massa, uma enorme quantidade de material é ejetado através de fortes ventos estelares, dando origem a discos de poeira e gás. Esses discos, criados nas fases finais da Continuar lendo Discos de poeira ao redor de estrelas velhas

Mais evidências para a existência do Nono Planeta no Sistema Solar

Marcelo M. Guimaraes
28/02/2016

As órbitas dos 6 objetos mais distantes (conhecidos) no Cinturão de Kuiper (magenta). Todas as órbitas se alinham e apontam na mesma direção. A órbita laranja é a proposta para o Nono Planeta com massa 10 vezes maior que a da Terra. [1]
As órbitas dos 6 objetos mais distantes (conhecidos) no Cinturão de Kuiper (magenta). Todas as órbitas se alinham e apontam na mesma direção. A órbita laranja é a proposta para o Nono Planeta com massa 10 vezes maior que a da Terra. [1]
Na escola aprendemos que o Sistema Solar possui 9 planetas. Bem, pelo menos possuía até Continuar lendo Mais evidências para a existência do Nono Planeta no Sistema Solar

Einstein acerta de novo: ondas gravitacionais são reais

Marcelo M. Guimarães
14/02/2016

Sinais medidos pelo LIGO em setembro de 2014. No primeiro painel temos o sinal medido pelo interferômetro em Hanford, Washington e no painel do centro vemos o sinal medido pelo interferômetro de Livingston, Louisiana. O último painel mostra os dois sinais sobrespostos. Crédito: Caltech/MIT/LIGO Laboratory.
Sinais medidos pelo LIGO em setembro de 2014. No primeiro painel temos o sinal medido pelo interferômetro em Hanford, Washington e no painel do centro vemos o sinal medido pelo interferômetro de Livingston, Louisiana. O último painel mostra os dois sinais sobrespostos. Crédito: Caltech/MIT/LIGO Laboratory.

Foi em 11 de Fevereiro de 1916 [1] que Albert Einstein, usando sua recém escrita Teoria da Relatividade Geral [2 e 3], previu a existência de um tipo completamente diferente de onda. Continuar lendo Einstein acerta de novo: ondas gravitacionais são reais

Existe limite para tamanho de buraco negro?

Claudio Macedo
07/01/2016

Buraco negro. Crédito: Dana Berry (NASA) / Wikimedia Commons.
Buraco negro. [1]
Buraco negro é um objeto espacial com uma grande quantidade de matéria em um volume muito pequeno. Como consequência de sua grande densidade, o buraco negro mantém, em torno de si, um campo gravitacional tão forte que nem Continuar lendo Existe limite para tamanho de buraco negro?

São os enigmáticos flashes cósmicos devidos a tremores estrelares?

Claudio Macedo
08/12/2015

Magnetar. Crédito: NASA / Wikimedia Commons.
Magnetar. [1]
Equipe de pesquisadores de seis países [1] estudou detalhadamente um evento de FRB (fast radio burst) [2]. Os FRBs são fenômenos cósmicos de Continuar lendo São os enigmáticos flashes cósmicos devidos a tremores estrelares?