Jornal da USP
31/08/2022

Heloisa Brand, mestranda em Oncologia Clínica, Células-Tronco e Terapia Celular pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP – Foto: Arquivo pessoal

A utilização dos linfócitos T-CAR como alternativa para o tratamento do câncer tem se mostrado promissora. A terapia apresentou uma eficácia alta em casos de leucemias e linfomas de células B, mas um êxito ainda limitado para outros tipos de tumores.Nesse sentido, diversos centros de pesquisa têm trabalhado para ampliar as possibilidades no combate à doença, incluindo o Centro de Terapia Celular (CTC) da USP, primeira instituição a desenvolver tecnologia 100% brasileira para a produção de células CAR-T.

Uma dessas abordagens é a polarização dos linfócitos para o fenótipo Th17, alvo de estudo da engenheira biotecnológica Heloisa Brand, mestranda em Oncologia Clínica, Células-Tronco e Terapia Celular pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP.

Os resultados desta investigação fazem parte da dissertação Caracterização funcional de linfócitos T-CAR anti-CD19 polarizados para o fenótipo Th17 através da superexpressão de RORγt, que será defendida em setembro, orientada por Lucas Eduardo Botelho de Souza, coordenador do Laboratório de Transferência Gênica do Hemocentro de Ribeirão Preto e pesquisador do CTC.

Saiba mais detalhes no vídeo produzido pela TV Hemocentro RP:

Por Centro de Terapia Celular da USP – CTC (Cepid)

Como citar este texto: Jornal da USP. Pesquisa testa nova abordagem envolvendo linfócitos T-CAR para o tratamento do câncer. Saense. https://saense.com.br/2022/08/pesquisa-testa-nova-abordagem-envolvendo-linfocitos-t-car-para-o-tratamento-do-cancer/. Publicado em 31 de agosto (2022).

Notícias do Jornal da USP     Home