ESO
18/07/2023

Nuvem do Camaleão, ou IC 2631. Crédito da imagem: ESO/Meingast et al.

Consegue ver um camaleão nesta fotografia? Não? Bom, é porque está camuflado! Claro que estamos a brincar, mas esta Fotografia da Semana mostra, de facto, a Nuvem do Camaleão, ou IC 2631. No hemisfério sul, esta nuvem é visível no céu durante a maior parte do ano e, nesta imagem capturada pelo telescópio VISTA (Visible and Infrared Survey Telescope for Astronomy) do ESO, podemos observá-la no infravermelho.A IC 2631 é uma nebulosa de reflexão composta por nuvens de poeira que refletem a luz emitida por estrelas próximas. A nebulosa é principalmente iluminada por uma das estrelas mais jovens, massivas e brilhantes da sua vizinhança, a HD 97300, visível no centro à direita na imagem. A Nuvem do Camaleão é, na realidade, a nebulosa mais brilhante do Complexo do Camaleão, uma vasta região de nuvens de gás e poeira — muito maior do que o que vemos nesta imagem — que alberga uma quantidade de estrelas recém-nascidas e em formação.

Esta nuvem encontra-se repleta de material necessário à formação estelar: gás e poeira. Nos comprimentos de onda do visível, esta região apresenta manchas escuras nos locais onde a poeira bloqueia completamente a luz emitida por estrelas de fundo. No entanto, esta imagem foi capturada no infravermelho, comprimento de onda que consegue atravessar quase completamente a poeira, permitindo assim aos cientistas observar o núcleo da nuvem. [1]

[1] Publicação original: https://www.eso.org/public/portugal/images/potw2329a/

Como citar este texto: ESO. Um mestre cósmico do disfarce. Saense. https://saense.com.br/2023/07/um-mestre-cosmico-do-disfarce/. Publicado em 18 de julho (2023).

Notícias científicas do ESO     Home