ESO
19/09/2023

Sistema estelar HIP 81208. Crédito: ESO/A. Chomez et al.

Esta Fotografia da Semana mostra o sistema estelar único HIP 81208, capturado pelo Very Large Telescope (VLT) do ESO, no Chile. Os astrónomos pensavam que o HIP 81208 era um sistema composto por uma estrela central massiva (A, o ponto brilhante central), uma anã castanha (B) em sua órbita e uma estrela de pequena massa (C) que orbitava mais afastada. No entanto, um novo trabalho de investigação revelou uma joia escondida, nunca observada até agora: um objeto (Cb), cerca de 15 vezes mais massivo que Júpiter, que orbita em torno da estrela mais pequena (C).

A decoberta de Cb significa que HIP 81208 é um sistema claramente intrigante com duas estrelas e dois corpos mais pequenos que as orbitam — ou seja, trata-se de um sistema quádruplo hierárquico. A massa do objeto Cb recentemente descoberto coloca-o na fronteira entre os planetas e as anãs castanhas — estrelas falhadas que não são suficientemente massivas e quentes para que haja fusão do hidrogénio em hélio.

O gigante escondido, Cb, foi descoberto quando uma equipa de astrónomos, liderados por A. Chomez do Observatório de Paris, re-analizaram dados de arquivo do instrumento SPHERE (Spectro-Polarimetric High-contrast Exoplanet REsearch) montado no VLT. Enquanto muitos instrumentos utilizam métodos indiretos para procurar mundos perdidos, o SPHERE usa uma técnica conhecida por imagem direta: o que aqui vemos é uma imagem real do sistema. De facto,  este é o primeiro sistema quádruplo hierárquico descoberto através de imagem direta, o que será indispensável para compreendermos a formação e evolução de sistemas complexos como este. [1], [2]

[1] Este texto foi traduzido por Margarida Serote

[2] Publicação original: https://www.eso.org/public/portugal/images/potw2338a/

Como citar este texto: ESO. Descoberto novo objeto com massa planetária em sistema quádruplo.Saense. https://saense.com.br/2023/09/descoberto-novo-objeto-com-massa-planetaria-em-sistema-quadruplo/. Publicado em 19 de setembro (2023).

Notícias científicas do ESO     Home